Resistência do aço: o que você precisa saber sobre o assunto

Presente tanto em utensílios domésticos quanto em produtos de engenharia para a indústria (mecânica, civil, alimentícia etc.), pode-se atualmente considerar o aço como um elemento fundamental para a sociedade. Nesse sentido, cabe destacar que a significativa resistência do aço é uma de suas principais propriedades, sendo a grande responsável por viabilizar a sua utilização em vários segmentos.

Por ser aplicado para diversas finalidades, evidentemente há diferentes tipos desse material, os quais possuem as suas características mecânicas (resistência, dureza, ductilidade, entre outras) ajustadas de acordo com a demanda de cada tarefa.

Sendo assim, tomando como exemplo a resistência, vale ressaltar alguns parâmetros acerca dessa propriedade. Continue o texto e entenda melhor!

Resistência do aço e elementos de liga

O aço é uma liga metálica composta de ferro mais a combinação de outros elementos químicos ligantes (carbono, níquel, molibdênio, cromo etc.). Dessa forma, as propriedades dele podem ser alteradas de acordo com a modificação da concentração de cada um desses componentes de liga.

Exemplificando, a adição de carbono (principalmente), molibdênio e silício ao aço está associada diretamente ao aumento de sua resistência mecânica, ou seja, melhoram o desempenho do aço, principalmente, mediante aos esforços que demandam tração e compressão.

Entretanto, há de se pautar uma análise de equilíbrio, uma vez que é possível, após a adição desses ligantes, alcançar um aço de elevada resistência mecânica, mas — ao mesmo tempo — frágil, pois terá baixa ductilidade e consequentemente pouca tolerância a impactos.

Vantagens de um aço resistente

Um aço com boa resistência mecânica é fundamental para o desempenho de atividades que necessitam de atuação em ambientes de temperatura extrema, alta pressão e de tração, por exemplo. Em outras palavras, imagine o cilindro de um motor de locomotiva, é inviável fabricar um equipamento assim com um material que não apresente excelente resistência mecânica, pois, é uma peça projetada para receber o mínimo de manutenção possível.

Dessa maneira, um aço de boa resistência garante a eficiência e funcionalidade de um elemento mesmo em um local sob condições extremas (câmara de combustão, por exemplo). Outra vantagem que pode ser destacada é a pouca necessidade de manutenção, já que o aço de alta resistência também confere boa durabilidade às peças.

Um aço resistente também apresenta bom comportamento para:

Soldagem

Unir partes a partir de um processo de solda requer um material que consiga suportar uma temperatura intensa sem que haja o comprometimento de suas propriedades mecânicas. Característica essa que um aço resistente possui, isto é, oferece uma boa soldabilidade.

Moldagem

Há equipamentos que para serem fabricados precisam passar por vários processos de deformação plástica (laminação, forjamento, estampagem etc.), e nesse sentido a resistência do aço também é um ponto positivo, pois, ela o permite superar essas operações de fabricação sem ruptura.

Corrosão

A corrosão metálica é um processo natural, causado pela exposição indevida do aço ao ambiente. Entretanto, esse evento pode ser retardado, principalmente a partir de elementos de liga que conferem ao aço boa resistência à oxidação (cromo e níquel).

Portanto, é fácil perceber como os parâmetros de resistência do aço ajudam a viabilizar a sua vasta aplicação na indústria. É por isso que esse material é largamente utilizado em todo o mundo, afetando também importantes questões financeiras.

 

Achou interessante? Então confira mais sobre os principais tipos de aço e suas aplicações.

 

Texto: Grupo Aço Cearense /  Adaptação: Agência Netshare